Embirutamos

Embirutamos

Embirutamos.

Num dia esquisito…

Acordamos meio malucos.

Querendo nos guiar pelo vento.

Acordamos meio confusos.

Ter uma bela casa deixou de ter sentido, acredita?

Estudar os filhos nos melhores colégios deixou de ser o bastante.

E aquela carreira brilhante já não satisfazia.

Estranho.

Um belo dia… Acordamos menos normais.

Acordamos.

A gente queria brincar de massinha. Ter coragem de viajar de trailer e, quem sabe, morar um tempo no mato.

A gente queria um pouco mais da vida.

Um pouco mais de vida.

VIDA.

E aí a gente decidiu que todo dia ia ser um pouco feliz.

E que a frequência de dias escandalosamente felizes aumentaria. Vertiginosamente.

Aí criamos coragem para morar no Japão.

E passamos a almoçar sorvete as vezes.

A gente, nesse dia, acordou ao contrário.

Do avesso.

Sem endereço.

Moradores do mundo da Lua.

E decidimos assim ficar.

Ao menos um pouco.

Um pouco por dia.

E algumas vezes um tanto grande de uma vez.

Embirutamos.

E queremos ajudar você a também encontrar o seu ponto de birutice ideal.

Vamo?

Curta esse artigo:

Curta a página da Família Biruta!

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional. Você pode copiar e redistribuir este texto na rede. Porém, pedimos que o nome dos autores e o link para o post original sejam informados claramente. Disseminar informação na internet também significa informar a seus leitores quem a produziu.

Quem escreve |

Elba, Léo, Rafa e Joca Uma família tradicional, careta, dessas bem normais mesmo. Que decidiu embirutar por aí, ao menos um pouco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *